APL do Vestuário de Cianorte e Maringá

APL do Vestuário de Cianorte e Maringá

Iniciativa é resultado da parceria entre Sebrae e a Associação Brasileira de Estilista (ABEST); Foco do projeto é trabalhar gestão de produto e gestão mercadológica.

Cainorte

O Arranjo Produtivo Local (APL) do Vestuário de Cianorte e Maringá é o primeiro do Brasil a participar da primeira edição do B+ APLs da Moda. A proposta do projeto, parceria entre Sebrae e a Associação Brasileira de Estilista (ABEST), é aumentar a competitividade e a sustentabilidade das micro e pequenas empresas ligadas à moda (têxtil/confecções, couro/calçados e/ou gemas/joias), por meio da geração de negócios e da capacitação do setor nos aspectos do conteúdo criativo inovador.

Além do APL do Vestuário de Cianorte e Maringá, outros cinco arranjos locais no País serão contemplados pelo projeto em 2012. No Paraná, seis empresas serão selecionadas para integrar a iniciativa. A escolha das participantes obedece a critérios estabelecidos pela ABEST.

A programação do B+ APLs da Moda tem início nesta segunda-feira, dia 9, com a palestra “Empreendedorismo Criativo - Moda como Inspiração para a Economia Criativa no Brasil”, ministrada pelo gestor de Estratégia e Inovação da ABEST, Mauricio Medeiros. O encontro acontece em Maringá, na sede do Sindicato da Indústria do Vestuário de Maringá e Região (Sindvest), a partir das 19 horas.

A partir de 16 de julho, ocorrem capacitações especializadas (coletiva e individual) nas áreas de gestão de produto, com ênfase em processo criativo e design, bem como de gestão mercadológica, com enfoque em processo comercial e marketing. As seis empresas participantes receberão também acompanhamento virtual. Ao final das atividades, vão desenvolver dois produtos inovadores para serem expostos no Salão +B: Salão Brasileiro de Negócios de Moda e Conteúdo Criativo.

Carla Werkhauser, coordenadora estadual do setor do Vestuário do Sebrae/PR, explica que o B+ APLs da Moda visa orientar as empresas participantes para o desenvolvimento de design com foco na brasilidade. “O projeto vai dar um up-grade no desenvolvimento produtivo, primeiramente entre as empresas selecionadas, e, depois, deve se estender para todo o arranjo produtivo. O APL do Vestuário de Cianorte e Maringá é um polo muito desenvolvido e o empresariado está bastante maduro para receber esse tipo de incentivo”, diz a coordenadora do Sebrae/PR.

Rosângela Correa, gerente executiva Sindvest Maringá, entende que a iniciativa é uma grande oportunidade de se inserir nas micro e pequenas empresas do setor os conceitos de design e brasilidade. “Os empreendimentos confeccionistas precisam tirar proveito de toda a riqueza da cultura brasileira e aproveitar esse cenário para valorizar a produção. Propostas como essa podem, inclusive, servir para sensibilizar o consumidor brasileiro a optar pela aquisição da moda nacional”, analisa.

O consultor do Sebrae/PR em Maringá e gestor do APL de Vestuário de Cianorte e Maringá pela entidade, Élvio Saito, destaca que o APL é o segundo maior polo confeccionista do País. Segundo ele, o polo reúne mais de 3,8 mil empresas voltadas para a área de confecção e também para atividades como estamparia, lavanderia, etiquetas, dentre outras. “O APL é muito bem caracterizado por uma rede de apoio da qual fazem parte entidades de representação, intuições de ensino, fornecedores, além de uma governança bem estruturada. O projeto B+ APLs da Moda é uma grande oportunidade para se elevar ainda mais a competitividade das empresas do vestuário da região”, avalia.

O APL de Maringá e Cianorte gera em torno de 100 mil empregos diretos e indiretos, uma produção de 13 milhões de peças/mês, e faturamento mensal de aproximadamente R$ 200 milhões. Integram o chamado Corredor da Moda Paranaense empresas voltadas ao setor confeccionista sediadas em mais de 100 municípios - localizados ao longo do eixo de 75 quilômetros que liga Cianorte a Maringá.

Sobre o Sebrae/PR

O Sebrae/PR - Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Paraná é uma instituição sem fins lucrativos criada para dar apoio aos empresários de micro e pequenas empresas e aos empreendedores interessados em abrir o próprio negócio. No Brasil, são 27 unidades e 800 postos de atendimentos espalhados de norte a sul. No Paraná, cinco regionais e 11 escritórios. A entidade chega aos 399 municípios do Estado por meio de atendimento itinerante, pontos de atendimento e de parceiros como associações, sindicatos, cooperativas, órgãos públicos e privados. O Sebrae/PR oferece palestras, orientações, capacitações, treinamentos, projetos, programas e soluções empresariais, com foco em empreendedorismo, setores estratégicos, políticas públicas, tecnologia e inovação, orientação ao crédito, acesso ao mercado, internacionalização, redes de cooperação e programas de lideranças.

0 comentários para "APL do Vestuário de Cianorte e Maringá"
Deixe seu comentário
Nome*:
Email*: (não divulgado)
Website:
Comentário*: